sexta-feira, 24 de junho de 2011

Sentimento de tristeza

Não sei o que procuro... no meio de tanto carinho, amor, ternura que me dás. Não encontro razão para entender o que vai na minha cabeça, quando sentimentos puros vindos do ser humano que és, se desvanecem em cada lágrima que escorre no meu rosto.
Sinto-me egoista por saber que me amas incodicionalmente e eu nao dou o devido valor porque sou como um lobo, a solidão torna-se a melhor amiga quando sentimos a confusao a crescer; sou como um espinho, que permanece firme no seu lugar , resistindo a qualquer toque.
Preciso de uma resposta, aonde a vou buscar não faço a menor ideia, neste momento sou um ser racional que anseia saltar para a linha ferrea, avanço...avanço... e de repente sinto um aperto no coração que me trás a memória , as palavras que da tua boca saiam docemente ..."Amo-te" ,"Quero-te", "Tenho saudades tuas"... e pergunto-me se eu me matar sofrimento deixarei, se ficar a magoa irá permanecer!
A ferida ligeira cura-se com remédio e tempo .. sarar a ferida profunda que te fiz vai permanecer no meu consciente cicatriz do mal que te fiz.
Não tenho escolha, adeus raizes, adeus meu grande amor.

Sem comentários:

Enviar um comentário